Dot.lib

Conheça a história, as considerações e a forma de cálculo deste importante indicador bibliométrico (imagem: iStock). Conheça a história, as considerações e a forma de cálculo deste importante indicador bibliométrico (imagem: iStock).
Fator de impacto e sua importância na pesquisa acadêmica
  • Artigo
  • Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas
  • 13/05/2022
  • DotLib, Ciência, Fator de impacto, Pesquisa científica, Pesquisa acadêmica

Após o advento da internet, a quantidade de fontes para obter informações e referências aumentaram em proporções geométricas, o que tornou a busca pela informação correta e relevante uma tarefa complexa. Considerando este cenário, decidir em qual journal submeter e publicar um estudo é uma das partes mais decisivas do processo de pesquisa acadêmica e científica. Desse modo, saber o fator de impacto (FI) do periódico no qual se pretende publicar o trabalho e entender sua importância é crucial para o pesquisador, sendo o primeiro passo pós-pesquisa.

Criado em 1972 pelo bibliometrista e cientometrista Eugene Eli Garfield, o fator de impacto é um indicador bibliométrico que permite a identificação da relevância das publicações científicas pelo número de vezes em que é citada. Os periódicos são armazenados no Web of Science — atualmente mantido pela Clarivate Analytics — que é um amplo banco de dados com muitas informações sobre citações nas mais diversas áreas acadêmicas.

Em seguida, é feita uma cuidadosa análise para extrair os dados bibliográficos e citações quantificadas que serão calculados e resultarão em uma nota média: o fator de impacto. Esse resultado é publicado anualmente no Journal Citation of Reports (JCR) junto às outras informações sobre periódicos acadêmicos das Ciências da Natureza e Sociais.

De modo geral, os Fatores de Impacto (FI) são usados ​​para determinar a importância relativa de um periódico em seu nicho e se referem a uma medida da frequência com que um artigo em um periódico foi citado em um intervalo de tempo específico. Um alto Fator de Impacto significa que o periódico tem muito reconhecimento e visibilidade e, consequentemente, faz com que o artigo nele publicado também ganhe relevância.

No entanto, é importante ressaltar que o FI não é o único indicador bibliométrico existente e, além dele, os pesquisadores brasileiros também se baseiam no CiteScore e no Índice h5.

Considerações sobre o FI

Imagem: Canva

A seguir, o que você deve considerar sobre o valor do Fator de Impacto (FI):

1) Data da publicação: os cálculos são feitos contando o número de citações que um artigo recebe em um curto período da data de publicação. Dessa forma, periódicos em áreas de rápido crescimento, como ciências da vida e tecnologia, têm métricas de citação imediata mais altas e fatores de impacto correspondentemente mais altos. Para efeito de cálculo do denominador, são considerados apenas pesquisas e artigos de revisão que sejam citados;

2) O periódico no qual o artigo foi citado deve estar inserido na base de dados da Web of Science; do contrário, não será possível calcular os Fatores de Impacto do artigo;

3) Artigos de revisão, artigos de opinião, cartas e notícias não estão incluídos no número total de artigos; caso sejam citados, ainda contarão como citações para o periódico. Em alguns casos, isso pode levar a Fatores de Impacto aumentados por meio da alteração dos índices usados ​​para calculá-los;

4) Os periódicos com baixa contagem de citações geralmente são os de temática/abordagem clínica. Consequentemente, tais periódicos sofrem com pontos de citação inferiores aos de outros periódicos de áreas semelhantes;

 5) No primeiro ano após a mudança de título de um periódico, o Fator de Impacto para o periódico é zero, já que o número de artigos publicados nos dois anos anteriores à mudança de título é zero. Isso também se aplica aos novos periódicos adicionados ao banco de dados do Journal Citation of Reports (JCR).

6) Alguns críticos do Fator de Impacto apontam que esse número pode ser manipulado por usos indevidos como, por exemplo, a autocitação — ou seja, quando o autor referencia seu próprio trabalho.

Como é feito o cálculo?

Imagem: Canva

Para calcular o Fator de Impacto, é necessário saber o total de citações que os artigos receberam no último ano antes do cálculo. Vamos supor que o ano de referência é 2022: 

Citações em 2021 = 150

Em seguida, soma-se o número de artigos publicados nos dois anos antecedentes ao ano do cálculo:

Artigos publicados em 2021 = 390

Artigos publicados em 2020 = 250

390 + 250 = 640 (total de artigos publicados dois anos antes do cálculo)

Por fim, devemos dividir o total de citações pelo total de artigos publicados:

150 ÷ 640 = 0,23

Resultado: o Fator de Impacto referente ao ano de 2022 é de 0,23.

Como encontrar o journal apropriado?

Agora que você já conhece a história, os critérios e a forma de cálculo do Fator de Impacto, sabe por que deve — dentre outros fatores — considerá-lo na busca pelo periódico mais adequado para publicar a sua pesquisa. No entanto, cada periódico possui suas diretrizes, campos de atuação e a sua linha editorial.

Selecionar a revista específica de acordo com o assunto abordado é essencial para evitar uma rejeição antes mesmo do artigo ser submetido a revisão por pares. Uma dica simples é pesquisar o periódico na internet: dessa forma você fica por dentro dos temas abordados, seu alcance e relevância no meio científico.

Imagem: JSTOR/Dot.Lib

Uma ferramenta que pode te ajudar nesta missão ou mesmo durante a produção do seu artigo é o Text Analyzer, uma solução da nossa parceira JSTOR, que está entre as maiores provedoras de informação científica de qualidade do mundo. No Text Analyzer é possível encontrar estudos para embasar as suas investigações e possíveis indicações de periódicos aos quais você pode submeter sua pesquisa para ser publicada.

Para isso, basta acessar o site da ferramenta e fazer o upload de um documento com texto, que pode ser um artigo que você está escrevendo, um esboço de um trabalho em andamento, até mesmo uma foto de uma página de seu livro. O Text Analyzer analisa o texto contido no documento para encontrar os principais tópicos e termos usados ​​e, em seguida, usa os que considera mais importantes — os "termos priorizados" — para encontrar conteúdo semelhante no JSTOR.

Você também pode revisar os resultados, refinar a busca adicionando, removendo ou ajustando a importância dos termos priorizados e baixar os artigos de seu interesse. Para segurança e sigilo da pesquisa, o Text Analyzer não armazena ou compartilha os documentos e informações nele contidas.

Se quiser saber mais sobre a JSTOR e suas soluções, contate-nos pelo info@dotlib.com ou preencha o formulário, clicando aqui

Leia também: Como escrever um artigo científico de qualidade

4 ferramentas para encontrar o periódico adequado para publicar artigos científicos

 

Dot.Lib
Dot.Lib

A Dot.Lib distribui conteúdo online científico e acadêmico a centenas de instituições espalhadas pela América Latina. Temos como parceiras algumas das principais editoras científicas nacionais e internacionais. Além de prover conteúdo, criamos soluções que atendem às necessidades de nossos clientes e editoras.

Quer conhecer o nosso conteúdo?

Podemos lhe oferecer trials (períodos de acesso de teste gratuitos) dos conteúdos de nossas editoras parceiras. Se você tem interesse em conhecer alguma de nossas publicações ou soluções de pesquisa, preencha o formulário ao lado.

Informe os dados abaixo.
Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nossa plataforma e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo site, você autoriza a Dot.Lib a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.