Dot.lib

Fonte: iStock Fonte: iStock
4 lições da COVID-19 para alcançar equidade na saúde
  • Artigo
  • Ciências da Saúde, COVID-19
  • 23/12/2020
  • JAMA, pandemia, COVID19, equidade na saúde

A pandemia da doença causada pelo novo coronavírus (COVID-19) colocou em evidência as profundas desigualdades em nosso sistema de saúde. Os níveis desproporcionalmente elevados de casos COVID-19, hospitalizações e mortes entre grupos raciais não-brancos refletem piores condições de saúde, moradia e trabalho precárias entre esses grupos minoritários, bem como uma distribuição desigual dos recursos de saúde e lacunas persistentes na cobertura dos seguros.

As disparidades básicas na cobertura e alocação de recursos obviamente precisam ser abordadas para se alcançar um sistema de saúde mais equitativo nos Estados Unidos. Mas a COVID-19 também forneceu muitas outras lições sobre nosso sistema de saúde que precisam ser discutidas mais a fundo. Mesmo com um reequilíbrio das despesas, é essencial responder a essas lições para criar um sistema mais equitativo e eficaz. Considere apenas 4.

Lição 1: Fornecer os serviços de saúde onde as pessoas se encontram

A pandemia COVID-19 evidenciou que para famílias em comunidades carentes e para aquelas menos conectadas aos recursos de saúde, é fundamental levar os serviços às pessoas, em vez de esperar que elas sempre viajem para obtê-los. É por isso que é tão importante descentralizar os cuidados com a saúde, construindo a infraestrutura de serviços de saúde em comunidades com poucos recursos. Uma parte disso seria expandir a rede de centros de saúde comunitários que atendem as pessoas em seus próprios bairros. Também é importante ampliar as oportunidades de serviços de saúde a serem prestados nas instituições locais frequentadas pelas pessoas, não apenas em shopping centers, mas também por meio de medidas como a criação de "mini clínicas" dentro de conjuntos habitacionais e a expansão do papel das clínicas dentro das escolas.

Lição 2: Foco na melhoria da comunicação inter-racial

As autoridades de saúde pública enfrentaram desafios sérios para encorajar boas práticas de saúde e cuidados apropriados durante a pandemia. A deficiência na comunicação e a desconfiança entre médicos e pacientes são fatores e, para atendimentos de saúde em geral, levam a consequências negativas de saúde. A suspeita da população negra em relação à vacina COVID-19 tem raízes históricas profundas. Mas, de maneira mais geral, a comunicação inter-racial insensível ou inadequada na assistência à saúde é um impedimento que afeta de forma desproporcional indivíduos negros e outras minorias, e parece estar conectada a diferenças em áreas como controle da dor e talvez até mortalidade neonatal.

Existem estratégias para melhorar a confiança e a comunicação eficaz. Ensinar como melhorar a habilidade de comunicação a médicos e enfermeiras é uma estratégia. Mas outra técnica é usar intermediários essencialmente como tradutores culturais. A empresa City Health Works na cidade de Nova York, por exemplo, tem uma equipe de "coaches (orientadores) de saúde” comunitários que constroem confiança e melhor comunicação entre profissionais de saúde e pacientes. Algumas instituições locais também podem desempenhar esse papel. Barbearias, por exemplo, têm um papel social único na comunidade negra, e alguns barbeiros foram recrutados e treinados para envolver seus clientes em conversas sobre a saúde física e mental dos homens e conectá-los aos cuidados necessários.

Lição 3: fortalecer a força de trabalho de cuidadores para idosos

As infecções introduzidas em casas de repouso de idosos por profissionais de saúde parecem ser um elemento importante na série de eventos catastróficos que acompanham a COVID-19 que invadiu essas instalações. As características da natureza do trabalho dos cuidadores domésticos aumentaram o risco de transmissão do vírus. Uma alta proporção de cuidadores, por exemplo, estão em alto risco. Eles têm vários empregos e muitas vezes usam transporte público para trabalhar, e quase a metade vive perto do nível de pobreza ou menos. As condições de saúde e socioeconômicas da equipe na maioria das casas de saúde e em sistemas de cuidado domiciliar são um microcosmo das lacunas e fragilidades do sistema de saúde.

A COVID-19 chamou a atenção para a força de trabalho do cuidador e reforçou a importância de melhorar as condições e habilidades dos cuidadores profissionais para o benefício dos residentes e também da equipe. Uma etapa necessária é aumentar a cobertura do Medicaid e outros pagamentos para possibilitar melhores níveis de remuneração e atrair funcionários com habilidades mais elevadas. Outra é reformular o treinamento e a regulamentação dos cuidadores, que variam amplamente entre os estados em abrangência e intensidade. Será impossível para os Estados Unidos ter cuidados de saúde eficazes para os idosos sem essas e outras reformas para a força de trabalho.

Lição 4: diga adeus ao seguro patrocinado pelo empregador

Para milhões de famílias, o choque causado pela COVID-19 de perder o emprego foi agravado pela suspensão temporária ou permanente do seguro saúde. A profunda fraqueza e desigualdade dos seguros vinculados ao local de trabalho tornaram-se muito evidentes graças ao efeito econômico da COVID-19. Essa característica única do sistema dos EUA, estimulada pelo status de isenção de impostos da parte da compensação alocada ao seguro saúde, ajudou por muitas décadas a expandir a cobertura entre as famílias trabalhadoras nos EUA. Mas para aqueles que não trabalham para empregadores que oferecem seguro ou estão apenas vagamente conectados à força de trabalho em tempo integral - como trabalhadores de meio período, sazonais e de varejo, bem como trabalhadores na “gig economy” - seguro baseado em emprego é raro. E mesmo quando o seguro patrocinado pelo empregador é oferecido, sua parcela do custo para comprar cobertura familiar para eles e seus dependentes é proibitiva para muitos trabalhadores. Não é surpreendente, então, que a taxa de pessoas sem seguro seja mais alta entre grupos, como indivíduos negros e latinos, cujo emprego muitas vezes não oferece seguro acessível custeado pelo empregador.

A experiência com a COVID-19 deve incentivar uma reavaliação há muito esperada do seguro custeado pelo empregador para famílias trabalhadoras. Os provedores de planos do Affordable Care Act e subsídios foram um grande passo à frente e criaram uma alternativa mais acessível e disponível para milhões de famílias. Mas a lei atual impede que os trabalhadores com a oferta de seguro patrocinado pelo empregador que atenda aos requisitos federais escolham uma alternativa subsidiada do Affordable Care Act, mesmo que essa alternativa seja muito mais acessível. No mínimo, essa barreira precisa ser removida conforme proposto pelo presidente eleito Joe Biden. Se os benefícios fiscais e subsídios em geral não estivessem vinculados ao local de trabalho, o golpe duplo de perder o emprego e a cobertura de saúde acabaria.

A COVID-19 nos ensinou muitas lições sobre saúde pública e transmissão de doenças. Também lançou uma luz mais forte sobre as deficiências e desigualdades do sistema de saúde dos Estados Unidos. À medida que os esforços para combater a disseminação e o efeito da COVID-19 continuam, será importante também abordar as muitas lições que a doença ensinou aos legisladores sobre as fraquezas fundamentais do sistema.

Fonte: Texto traduzido livremente a partir do artigo da editora JAMA - "Four COVID-19 Lessons for Achieving Health Equity | Health Disparities | JAMA

Leia mais: 
• Anticorpos, imunidade e COVID-19

Dot.Lib
Dot.Lib

A Dot.Lib distribui conteúdo online científico e acadêmico a centenas de instituições espalhadas pela América Latina. Temos como parceiras algumas das principais editoras científicas nacionais e internacionais. Além de prover conteúdo, criamos soluções que atendem às necessidades de nossos clientes e editoras.

Quer conhecer o nosso conteúdo?

Podemos lhe oferecer trials (períodos de acesso de teste gratuitos) dos conteúdos de nossas editoras parceiras. Se você tem interesse em conhecer alguma de nossas publicações ou soluções de pesquisa, preencha o formulário ao lado.

Informe os dados abaixo.
Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nossa plataforma e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo site, você autoriza a Dot.Lib a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.