Dot.lib

Fonte: iStock Fonte: iStock
Descubra como a tecnologia tem auxiliado no combate à COVID-19
  • Artigo
  • Tecnologia, COVID-19
  • 17/04/2020
  • tecnologia, coronavírus, aplicativos, COVID-19, impressoras 3D

Pesquisadores, empresas e inovadores em todo o mundo estão investindo em novas tecnologias para aliviar os efeitos da crise global na saúde. Aplicativos que coletam dados para rastrear a propagação do vírus, peças para equipamentos hospitalares impressas em 3D, inteligência artificial e robótica são algumas das várias formas que estão se mostrando úteis na luta contra o novo coronavírus.

Neste post, vamos apresentar 5 instrumentos tecnológicos que foram desenvolvidos para ajudar as autoridades e profissionais de saúde no combate a pandemia de COVID-19. Veja a seguir:

Impressoras 3D

Os casos mais graves de COVID-19 necessitam de respiradores artificiais. Porém, o sistema de saúde na maioria dos países não estava preparado para a demanda e, hoje, enfrenta uma escassez de equipamentos. Com essa questão em mente, iniciou-se um movimento para fazer a impressão de peças em impressoras 3D, já que o tempo para obter peças e suprimentos era muito curto e os fornecedores nem sempre as tinham a pronta entrega.

Um exemplo conhecido é a equipe de engenheiros italianos que no auge da crise na Itália, fabricaram cerca de 100 peças para respiradores artificiais quando o fornecedor das peças não conseguia suprir essa necessidade.

No Brasil, diversas startups e instituições já se mobilizaram para criar máscaras em impressoras 3D para doar principalmente aos profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate à doença.



Aplicativos

Após a infecção pelo vírus SARS-CoV-2 atingir mais de 180 países, uma infinidade de aplicativos relacionados começou a surgir. O governo da Coréia do Sul lançou um app no qual o indivíduo que suspeita ter contraído o vírus pode realizar uma autoavaliação física com base em seus sintomas e, dependendo do resultado, recebem instruções e conselhos sobre as etapas a serem tomadas para o tratamento. Uma forma de reduzir o congestionamento de chamadas para a linha direta regional de coronavírus.

Um aplicativo semelhante foi desenvolvido pelo Ministério da Saúde do governo brasileiro com o objetivo de conscientizar a população sobre a COVID-19 e o seu patógeno. As suas principais funcionalidades são: os informativos sobre sintomas, como se prevenir, o que fazer em caso de suspeita e infecção, um mapa indicando unidades de saúde próximas, entre outras.


Pagamentos por aproximação

A tecnologia NFC já estava em franca expansão quando entramos em estado de sítio. O mínimo de contato é a norma e não precisar encostar em botões ou ter seu cartão tocado por outra pessoa é muito conveniente. Além disso, através de cartões com chip NFC, o usuário pode comprar no débito ou crédito sem manusear dinheiro vivo. No Brasil, o recurso já está disponível em alguns bancos, smartphones e smartwatches

Drones 

Quase uma imagem retirada de filmes de ficção que atualmente é uma realidade: drones avisando à população para não sair de casa. Os países como a China já possuíam esse procedimento e hoje vão além, como os drones projetados pelo governo chinês para entregar suprimentos em hospitais. A aeronave pode carregar até 140 kg e até mesmo transportar uma pessoa.

A prefeitura do Rio de Janeiro iniciou um projeto de utilizar um drone com alto falante para dissipar aglomerações e pedir que as pessoas fiquem em casa.

Machine learning

Será que máquinas poderiam encontrar uma terapia? A inteligência artificial - desde que munida de informação de qualidade suficiente - pode se tornar uma poderosa aliada à luta contra o novo coronavírus com o seu poder de previsão das tendências futuras da doença e de procurar possíveis tratamentos. 

Atualmente, o sistema de saúde realiza projeções em machine learning para determinar cenários prováveis caso a disseminação da doença evolua como em países em estado avançado da infecção.

O setor de tecnologia tem oferecido soluções para combater o surto do novo coronavírus, muitas vão desde câmeras com sensor de temperatura a aplicações para realizar videochamadas. A necessidade de novas terapias, equipamentos e hábitos trouxeram novas oportunidades de desenvolvimento. 

Impressoras 3D, aplicativos, pagamento por aproximação, drones e machine learning são apenas alguns exemplos de como as novas tecnologias podem contribuir para dominar a  COVID-19.

Dot.Lib
Dot.Lib

A Dot.Lib distribui conteúdo online científico e acadêmico a centenas de instituições espalhadas pela América Latina. Temos como parceiras algumas das principais editoras científicas nacionais e internacionais. Além de prover conteúdo, criamos soluções que atendem às necessidades de nossos clientes e editoras.

Quer conhecer o nosso conteúdo?

Podemos lhe oferecer trials (períodos de acesso de teste gratuitos) dos conteúdos de nossas editoras parceiras. Se você tem interesse em conhecer alguma de nossas publicações ou soluções de pesquisa, preencha o formulário ao lado.

Informe os dados abaixo.
Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nossa plataforma e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo site, você autoriza a Dot.Lib a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.