Dot.lib

Fonte: iStock Fonte: iStock
Covid-19: o ponto de vista do profissional de saúde na linha de frente - parte 1
  • Artigo
  • Ciências da Saúde, COVID-19
  • 28/02/2020
  • Covid-19, SARS-CoV-2

A doença Covid-19 causada pelo vírus SARS-CoV-2, se espalhou rapidamente em várias partes do mundo desde dezembro do ano passado. Até o momento, são mais de 80.000 casos confirmados em mais de 40 países e o número de mortos ultrapassa 2.000. Apesar da baixa taxa de letalidade do vírus (em torno de 2%), sua propagação continua e é muito importante que nesse momento sejam tomados os devidos protocolos de segurança da saúde. 

Neste post, selecionamos 4 artigos para você entender melhor evolução da doença desde os primeiros contágios, através do primeiro caso reportado nos Estados Unidos; as características clínicas dos paciente hospitalizados em Wuhan; informações clínicas para os médicos sobre a doença e muito mais. 

Primeiro caso de novo coronavírus de 2019 nos Estados Unidos

Alguns casos de pneumonia foram reportados em 31 de dezembro de 2019 no Mercado Atacadista de Frutos do Mar de Huanan em Wuhan, província de Hubei, na China. Em 7 de janeiro de 2020 as autoridades de saúde chinesas confirmaram a transmissão de pessoa a pessoa em forma da mutação de um vírus, até então chamado de novo coronavírus. A doença começou na China e se espalhou de forma rápida para vários países.

No dia 30 de janeiro, os Estados Unidos confirmou o primeiro caso de infecção pelo Covid-19. Este relatório da editora NEJM Group descreve as características epidemiológicas e clínicas desse paciente número 1 no país.

Transmissão da infecção 2019-nCoV de um contato assintomático na Alemanha

O artigo relata um caso de infecção por SARS-CoV-2 adquirida fora da Ásia em que a transmissão parece ter ocorrido durante o período de incubação no paciente-índice.

Abaixo um resumo da linha de tempo da infecção:

Trata-se de um empresário alemão de 33 anos de idade (Paciente 1), saudável, que em 24 de janeiro de 2020 sentiu-se com dor de garganta, calafrios e dores no corpo. No dia seguinte, se desenvolveu uma febre de 39,1 ° C, e muita tosse. Na noite do dia seguinte, sentiu-se melhor e em 27 de janeiro estava de volta ao trabalho.

Antes do início dos sintomas, ele havia participado de reuniões com uma parceira de negócios chinesa em sua empresa perto de Munique, nos dias 20 e 21 de janeiro. A parceira de negócios, moradora de Xangai, havia visitado a Alemanha entre 19 e 22 de janeiro. Durante sua estadia, permaneceu sem sinais ou sintomas de infecção, mas adoeceu em seu voo de volta para a China, onde testou positivo para 2019-nCoV em 26 de janeiro.

Testes foram conduzidos posteriormente no Paciente 1 através de dois swabs nasofaríngeos e uma amostra de escarro foram obtidos e se mostraram positivos para 2019-nCoV no ensaio quantitativo. Uma alta carga viral foi detectada durante os dias seguintes.

O fato de pessoas assintomáticas serem fontes potenciais de infecção por SARS-CoV-2 pode justificar uma reavaliação da dinâmica de transmissão do atual surto por conta da alta carga viral encontrada no Paciente 1 mesmo após a melhora dos sintomas. 

Imagem do coronavírus causador da COVID-19. (Fonte: NIAID - RML/ National Institute of Allergy and Infectious Diseases)

Dinâmica de transmissão precoce em Wuhan, China, de uma nova pneumonia infectada por coronavírus

O artigo apresenta uma análise dos dados dos primeiros 425 casos confirmados em laboratório em Wuhan para descrever as características epidemiológicas e a dinâmica de transmissão da doença.

Em 29 de dezembro de 2019 foram 4 casos confirmados, todos vinculados ao Mercado Atacadista de Frutos do Mar de Huanan (Sul da China). Os casos foram identificados pelos hospitais locais através de um mecanismo de vigilância para “pneumonia de etiologia desconhecida”. Esses protocolos foram estabelecidos após o surto da síndrome respiratória aguda grave (SARS) de 2003, com o objetivo de permitir o reconhecimento de novas infecções. 

Características clínicas de 138 pacientes hospitalizados com nova pneumonia infectada por coronavírus 2019 em Wuhan, China

Quais são as características clínicas de pacientes hospitalizados com pneumonia infectada por coronavírus 2019 (2019-nCoV) (NCIP) em 2019 em Wuhan, China?

O artigo se baseia no atendimento de 138 pacientes infectados em Wuhan, na China para responder à essa pergunta. Os 138 pacientes hospitalizados com casos confirmados em Wuhan, China, levantam suspeitas de transmissão relacionada ao hospital. Informações sobre os sintomas, faixa etária dos pacientes, sexo, taxa de mortalidade e tratamento são passadas de forma completa e detalhada.

Conclusão

Pesquisas para combater o novo coronavírus estão a todo vapor para entender melhor a dinâmica de transmissão e o tamanho da ameaça que a epidemia representa. Os 4 artigos acima abordam em primeira mão diversos aspectos da doença causada pelo vírus SARS-CoV-2.  

Confira na semana que vem mais 4 artigos com a perspectiva dos profissionais da saúde lidando com a epidemia de Covid-19.  

Dot.Lib
Dot.Lib

A Dot.Lib distribui conteúdo online científico e acadêmico a centenas de instituições espalhadas pela América Latina. Temos como parceiras algumas das principais editoras científicas nacionais e internacionais. Além de prover conteúdo, criamos soluções que atendem às necessidades de nossos clientes e editoras.

Quer conhecer o nosso conteúdo?

Podemos lhe oferecer trials (períodos de acesso de teste gratuitos) dos conteúdos de nossas editoras parceiras. Se você tem interesse em conhecer alguma de nossas publicações ou soluções de pesquisa, preencha o formulário ao lado.

Informe os dados abaixo.
Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nossa plataforma e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo site, você autoriza a Dot.Lib a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.