Dot.lib

Fonte: Reprodução Internet Fonte: Reprodução Internet
Melvil Dewey: o “pai” da biblioteconomia moderna e o seu legado
  • Artigo
  • Ciências Humanas
  • 24/08/2020
  • bibliotecários, melvildewey, biblioteconomiamoderna

De acordo com a etimologia, a palavra Biblioteconomia está relacionada ao significado de três elementos gregos: biblion, théke, nomos — com a adição do sufixo “ia”. O primeiro termo está associado a livros, de forma mais ampla, aos materiais bibliográficos. A segunda, tem relação com a “caixa”, objeto que auxilia na organização dos livros e a terceira, definida como “normas”, que são regras estabelecidas com um propósito.

Pode-se definir que biblioteconomia é uma área do conhecimento que estuda as práticas e aplicações de métodos de representação e gestão da informação em diferentes ambientes, como bibliotecas, centros de documentação e centros de pesquisa.

Neste post, você vai conhecer a vida e a carreira de Melvil Dewey, o nome que marcou a história da biblioteconomia moderna e da Ciência da Informação. Além de suas contribuições para promover e revolucionar os serviços bibliotecários no mundo. 

Família  

O bibliotecário norte-americano, Melville Louis Kossuth Dewey, nasceu em 10 de dezembro de 1851, em Adams Center, em Nova Iorque. Ele foi o caçula de cinco filhos, de uma família de origem humilde e muito religiosa.

Desde a infância, Dewey já apresentava aptidão pela carreira que iria construir na área da biblioteconomia. De acordo com alguns pesquisadores, aos cinco anos o bibliotecário fez uma organização sistemática na despensa de sua mãe, de maneira que os produtos guardados fossem recuperados mais facilmente.

Casou-se com Annie R. Godfrey de Milford, Massachusetts, em 1878, e tiveram um filho, Godfrey. Após dois anos da morte de sua esposa, em 1922, casou-se novamente com Emily McKay Beal, com quem permaneceu junto até a morte. 

Carreira

Em 1870, apesar das dificuldades financeiras, aos 19 anos, conseguiu entrar na Faculdade de Amherst College, em Massachusetts. Dois anos depois, começou a trabalhar na biblioteca da instituição como auxiliar de bibliotecário e observou a dificuldade no processo de ordenação dos livros, assim como, a falta de uma padronização de classificação entre as bibliotecas. 

Em 1874, já graduado, foi promovido a Assistant College Librarian (assistente de bibliotecário) e iniciou um trabalho de pesquisa para entender os métodos que as bibliotecas utilizavam para organizar seus acervos. Ele visitou várias bibliotecas e identificou que, geralmente, elas armazenavam os livros por meio de localização fixa nas estantes e prateleiras.

Dewey analisou que o sistema adotado gerava uma separação de livros com assuntos semelhantes, ao invés de mantê-los próximos uns dos outros. Além disso, a cada nova alteração na quantidade de itens, todos os documentos deveriam ser submetidos a uma reorganização.

Diante das observações coletadas, o bibliotecário desenvolveu um método de reorganização dos acervos das bibliotecas: um sistema de arquivamento por localização relativa. Ou seja, a localização não seria mais fixa (ligada a determinação da estante e prateleira), mas os livros seriam organizados de acordo com o assunto. Esse método foi chamado de Classificação Decimal de Dewey - CDD (em inglês, Dewey Decimal Classification - DDC). 

Legado

• Em 1876, Mervil Dewey publicou a primeira edição do livro, de forma anônima, com o seu sistema de classificação decimal, o CDD, intitulada de “Classification and Subject Index for Cataloguing and Arranging the Books and Pamphlets of a Library”. Era um folheto de 42 páginas, com doze páginas de introdução, doze de tabelas e dezoito de índice, com a proposta de utilizar números arábicos decimais simbolizando os assuntos para arrumação dos livros nas estantes das bibliotecas. 

• Atualmente, o CDD é o sistema de classificação bibliográfica para organizar as coleções de bibliotecas mais utilizada em todo o mundo. Desde a sua criação já passou por várias edições, sendo a de 2011 a mais atual (23º edição).  Vale ressaltar que esse sistema não foi uma criação totalmente original de Dewey, mas ele inovou em adotar elementos fundamentais de outros autores, como o italiano Natale Battezzati.

• No mesmo ano, em 1876, ele ajudou a fundar a American Library Association (ALA) — uma organização dos Estados Unidos que promove internacionalmente as bibliotecas e a educação literária — ao lado de Charles Ammi Cutter e outros bibliotecários. Nessa instituição, ele foi o primeiro secretário de 1876 a 1890 e presidente de 1890 a 1891.

• Também em 1876, criou a Library Bureau, em Boston. A empresa tinha como objetivo fornecer suprimentos e equipamentos para bibliotecas, como máquina de datilografar e fichas catalográficas. Além de mobiliários, como ficheiro para catálogo em fichas e estantes de livros. Em 1900, a companhia cresceu e com um catálogo extenso montou vários escritórios de distribuidores nos Estados Unidos, Inglaterra e França e Bélgica.

• O Library Journal uma publicação comercial americana para bibliotecários que traz notícias sobre a área e oferece artigos sobre aspectos da prática profissional também foi fundado por Dewey. Por ser um periódico que funciona até hoje, há uma seção exclusiva com conteúdos sobre COVID-19 voltados para a área de biblioteconomia, chamada “COVID-19 e cobertura de bibliotecas”

• Em 1883, começou a trabalhar na Faculdade de Columbia (atual, Universidade de Columbia), em Nova Iorque. Na instituição, ele criou o primeiro curso de biblioteconomia, em 1887. 

Mervil Dewey faleceu aos 80 anos de uma hemorragia cerebral, em 26 de dezembro de 1931, em Lake Placid, na Flórida. Porém, o seu legado sobrevive até hoje, como o sistema CDD, que ainda é utilizado por diversas bibliotecas. Além disso, ele era um entusiasta da profissão e reconhecia a importância da biblioteca no ensino.

 

Dot.Lib
Dot.Lib

A Dot.Lib distribui conteúdo online científico e acadêmico a centenas de instituições espalhadas pela América Latina. Temos como parceiras algumas das principais editoras científicas nacionais e internacionais. Além de prover conteúdo, criamos soluções que atendem às necessidades de nossos clientes e editoras.

Quer conhecer o nosso conteúdo?

Podemos lhe oferecer trials (períodos de acesso de teste gratuitos) dos conteúdos de nossas editoras parceiras. Se você tem interesse em conhecer alguma de nossas publicações ou soluções de pesquisa, preencha o formulário ao lado.

Informe os dados abaixo.
Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nossa plataforma e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo site, você autoriza a Dot.Lib a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.