Dot.lib

Fonte: iStock Fonte: iStock
Como manter a saúde mental frente à pandemia de COVID-19?
  • Artigo
  • Ciências da Saúde
  • 03/04/2020
  • APA, Wiley, Karger, BMJ, COVID-19, saúde mental

O medo do novo coronavírus tomou conta do mundo. A nova doença causada pelo patógeno SARS-CoV-2 tem sido um grande desafio para a saúde global e também para as autoridades determinarem protocolos de prevenção no combate dessa pandemia.

Por um lado, temos a população que precisa adotar as medidas de segurança recomendadas - como a isolamento social - a fim de evitar que o vírus atinja cada vez mais pessoas. Do outro lado temos os profissionais de saúde que estão diretamente na linha de frente cuidando dos pacientes infectados. Neste cenário atual, como lidar com o medo e manter a saúde mental?

Para te ajudar nesta tarefa, selecionamos 8 estudos - de editoras com conteúdos especializados em psicologia - que abordam assuntos sobre os efeitos psíquicos tanto na população, quanto nas equipes da área da saúde. Além de estratégias para ajudar a manter a sanidade mental.

• O documento “Para cientistas psicológicos: FAQ - Orientação para pesquisadores, professores e estudantes” responde às perguntas feitas à Diretoria de Ciências da American Psychological Association (APA) durante o surto. Além disso,  oferece recursos para ajudar cientistas e estudantes de psicologia a lidarem com o impacto da nova patologia em suas pesquisas.

O podcast da série “Speaking of Psychology” com o tema “Ansiedade relacionada ao novo Coronavírus” traz uma conversa franca com o Dr. Baruch Fischhoff, professor da Universidade Carnegie Mellon e expert em percepção pública de risco, julgamento humano e tomada de decisões. O especialista explica por que nos preocupamos com novos riscos mais do que os já conhecidos, como acalmar a ansiedade e quais são os efeitos psicológicos de ficar em quarentena.

Dê play para ouvir o podcast na íntegra:

• O artigo sobre a mais recente pandemia diz que representa uma nova forma de prestação de serviços de saúde mental. O material da editora Wiley apresenta informações sobre distúrbios de saúde mental, isolamento prolongado, adequação do leito hospitalar, perda de receita e segurança da equipe dentre as inúmeras preocupações com as quais o campo da psicologia está lidando nesse momento.

• Já o informativo da editora APA aborda perguntas frequentes dos psicólogos sobre a nova doença. Os questionamentos variam dentre como proceder com a suspeita de que um paciente possa estar infectado com o novo coronavírus até como os psicólogos podem cuidar de seu próprio bem-estar enquanto tentam continuar prestando cuidados de alta qualidade a uma população particularmente estressada.

• O artigo “Conselhos de como se cuidar para prestadores de cuidados de saúde durante o surto global” apresenta recomendações para os profissionais de saúde se tomarem precauções em relação à sua própria saúde mental durante a pandemia.

• O editorial “A Psicologia da Saúde e a pandemia: um apelo à pesquisa” discursa sobre os padrões de comportamento necessários para conter a pandemia e como a adaptação aos comportamentos relacionados à transmissão, incluindo lavagem das mãos e isolamento social.

• O artigo “Sete descobertas cruciais da pesquisa que podem ajudar as pessoas a lidar com o COVID-19” aborda como pesquisas psicológicas sobre crises passadas podem ajudar as pessoas a lidar com a enorme quantidade de notícias diárias. Isso é realizado através da literatura sobre as respostas psicológicas e comportamentais à saúde e as consequências em momentos de mudanças tão drásticas.

• O levantamento “Uma pesquisa nacional de sofrimento psíquico entre o povo chinês na mais nova epidemia: implicações e recomendações de políticas” mapeia a implementação de medidas estritas de quarentena sem precedentes na China para manter um grande número de pessoas em isolamento. Esse estudo mostra como essa recomendação desencadeou uma variedade de problemas psicológicos, como síndrome do pânico, ansiedade e depressão. 

• O trabalho “Um estudo das necessidades básicas e bem-estar psicológico de médicos na clínica de febre de um hospital geral terciário em Pequim durante o surto” compartilha os relatos de 37 médicos pertencentes a um grupo selecionado para atuar em “clínicas de febre” que foram montadas para dar vazão aos atendimentos dos primeiros doentes e o apoio psicológico que foi essencial durante a rotina de trabalho.

Os profissionais da saúde e outros funcionários de hospitais estão na linha de frente da pandemia equilibrando altas demandas, cuidando de seus pacientes, famílias e de si mesmos. Para esse grupo, há um esgotamento físico e mental de estar todos os dias lutando com uma ameaça tão perigosa, infectar-se com uma doença nova para a qual não se tem tratamento ou vacina eficazes. 

Então, equipar-se de informação confiável e compartilhar as dificuldades com colegas, membros da equipe clínica, familiares e amigos podem ser uma boa forma de lidar com todas essas questões.

Dot.Lib
Dot.Lib

A Dot.Lib distribui conteúdo online científico e acadêmico a centenas de instituições espalhadas pela América Latina. Temos como parceiras algumas das principais editoras científicas nacionais e internacionais. Além de prover conteúdo, criamos soluções que atendem às necessidades de nossos clientes e editoras.

Quer conhecer o nosso conteúdo?

Podemos lhe oferecer trials (períodos de acesso de teste gratuitos) dos conteúdos de nossas editoras parceiras. Se você tem interesse em conhecer alguma de nossas publicações ou soluções de pesquisa, preencha o formulário ao lado.

Informe os dados abaixo.
Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nossa plataforma e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo site, você autoriza a Dot.Lib a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.