Dot.lib

Foto: Nathalia Ceccon/Idaf-ES - G1 Foto: Nathalia Ceccon/Idaf-ES - G1
Anvisa reclassifica mais de 1.900 agrotóxicos e retira 600 produtos dos rótulos de maior risco
  • Notícias
  • 05/08/2019
  • agrotóxico, anvisa, trabalhador rural

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) altera critérios de classificação dos agrotóxicos no Brasil, com base no novo marco regulatório do setor. Foram 1924 agrotóxicos reclassificados e 600 produtos considerados perigosos têm o seu potencial de risco reduzido. 

As novas mudanças incluem rótulo e cores da embalagem, seguindo o padrão internacional Sistema de Classificação Globalmente Unificado (Globally Harmozed System of Classification and Labelling of Chemicals — GHS, em inglês), que já é adotado por 53 países. No novo padrão adotado pela ANVISA, as classificações para cores de rótulos passarão de 4 para 6 e que só levarão em conta a toxicidade do produto, ou seja, o risco que o produto tem de matar. 

Agora, apenas o produto que levar à morte se ingerido ou entrar em contato com pele e olhos vai receber o título de “extremamente tóxico” (tarja vermelha) ou “altamente tóxico” (vermelha). Já os que podem causar intoxicação, sem risco de morte, levarão a classificação "moderadamente tóxico" (amarela), "pouco tóxico" (azul) ou "improvável de causar dano agudo" (azul). As empresas terão um ano para se adequar à nova embalagem.

O professor da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, (Esalq-USP), José Otávio Menten, faz uma análise positivo das novas mudanças. "A grande vantagem do GHS é que ele comunica o risco de uma maneira mais clara. Não adianta você ter uma série de informações, mas isso não chegar ao público alvo, no caso o trabalhador rural. Não vejo nada de negativo, apenas colocou a legislação no patamar internacional", avaliou Menten, da Esalq-USP. 

Encontre também diversos conteúdos científicos especializados em soluções globais de meio-ambiente, agricultura e desenvolvimento sustentável, na CABI Publishing em parceria com a Dotlib. A CABI busca intensificar a aplicação da ciência na vida real, provendo informações e expertise científica indispensável na solução de questões de interesse global. 

Para ler o conteúdo completo acesse aqui

 

Dot.Lib
Dot.Lib

A Dot.Lib distribui conteúdo online científico e acadêmico a centenas de instituições espalhadas pela América Latina. Temos como parceiras algumas das principais editoras científicas nacionais e internacionais. Além de prover conteúdo, criamos soluções que atendem às necessidades de nossos clientes e editoras.

Quer conhecer o nosso conteúdo?

Podemos lhe oferecer trials (períodos de acesso de teste gratuitos) dos conteúdos de nossas editoras parceiras. Se você tem interesse em conhecer alguma de nossas publicações ou soluções de pesquisa, preencha o formulário ao lado.

Informe os dados abaixo.
Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nossa plataforma e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo site, você autoriza a Dot.Lib a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.